Montar um jardim na sua varanda é uma forma de trazer vida a este espaço, além de deixá-lo muito charmoso. As ideias de decoração variam muito e é possível deixar a criatividade rolar quando pensamos na montagem do ambiente.

Um jardim tem muitas funções dentro de uma casa. Além de alegrar o ambiente, ele também é responsável pelo equilíbrio dos interiores.

As plantas são responsáveis por realizar o controle térmico e sonoro dos ambientes da casa, e também retiram as impurezas e anulam energias negativas.

Mesmo em espaços pequenos, é possível usar a imaginação para criar espaços bonitos e confortáveis, utilizando lindas combinações de plantas e flores.

Sua varanda se tornará um ponto de conexão com a natureza, afastando por alguns momentos o barulho e confusão de viver em uma cidade.

Algumas varandas contam com equipamentos de proteção, como redes ou vidros. Nestes casos, é ideal que o jardim converse com o ambiente, para que caso você contrate um serviço de uma empresa de limpeza de vidros SP, eles não tenham problemas em efetuar o trabalho.

Como montar um espaço verde na sua varanda?

É importante compreender que para planejar uma estrutura de jardim em sua varanda é necessário conhecimento acerca de plantas, materiais que serão utilizados e cuidados requeridos.

As plantas são seres vivos, então é preciso compreender quais medidas são necessárias para manter seu jardim sempre em ordem e saudável. Além disso, é preciso escolher vasos e outros objetos decorativos que podem ser incluídos no ambiente.

Pensando nisso, é importante considerar alguns fatores na hora de colocar no papel a ideia de reforma para criar o ambiente ideal.

1.       Espaço

Existem varandas dos mais variados tamanhos. Embora varandas extensas sejam mais fáceis de visualizar, é possível criar ambientes bem charmosos e intimistas em varandas menores. 

Com essas opções, é preciso organizar alguns itens para a concepção de sua ideia:

  • Mobiliário;
  • Acessórios;
  • Iluminação;
  • Tipos de Plantas.

Esse tipo de organização será a base da montagem do ambiente, podendo ser modificado, mas sempre tendo em mente que seu planejamento inicial conta com sua noção de espaço e infraestrutura possível para a realização do cômodo.

Um controlador de temperatura pode ser ideal para uma varanda fechada, uma vez que pode manter o ambiente ideal para a saúde do jardim.

2.       Objetivo

Você precisa definir qual será a utilidade final do jardim de varanda. Uma opção puramente estética ou um ambiente com uma finalidade?

Uma vez que você tenha um espaço reduzido na varanda, a variedade de possibilidades acaba ficando um pouco mais restrita. Ainda sim, é possível criar uma aconchegante área de leitura ou mesmo um espaço de convivência com familiares e amigos.

Cada um desses tipos de estrutura tem algumas peculiaridades que devem ser levadas em conta, portanto é ideal organizar muito bem o espaço que será utilizado para o jardim e o espaço que ocupará outra função.

Vale a pena investir em uma restauração de pisos se sua varanda for antiga, principalmente se decidir transformá-la em um ambiente de movimentação. Um piso renovado pode fazer toda a diferença na estética do ambiente.

3.       Disposição

Existem diversas maneiras de dispor das plantas que decorarão seu jardim, mas para espaços pequenos o ideal é criar um jardim vertical. Dessa forma, você otimiza seu espaço físico sem perder o charme rústico.

É importante neste caso estudar, antes da criação do jardim suspenso, a estrutura de sustentação do edifício, para evitar possíveis dores de cabeça.

É possível pensar em um projeto estrutural para evitar qualquer problema quando for montar seu jardim.

As opções são inúmeras, desde vasos sobrepostos em prateleiras até estruturas presas na parede como nichos e painéis.

Outro ponto importante da disposição das plantas na sua varanda é observar a posição do sol em relação à sacada. Dessa forma, você pode optar pelo melhor tipo de vegetação que será utilizado para compor a decoração.

4.       Cores

A coloração utilizada no ambiente determinará o tipo de função que ele servirá. Um ambiente colorido pode combinar com uma área de confraternização, enquanto tons mais neutros permitem que você se sinta mais aconchegado para uma sessão de leitura ou para relaxar.

Muitas vezes, ao cogitar móveis planejados para apartamento você pode conceber toda a idealização da casa, incluindo como quer o ambiente do jardim. Assim, você conseguirá manter a unidade bem estruturada e todo o imóvel ficará harmonizado.

É importante lembrar que o planejamento é etapa essencial da construção de um jardim. Você não precisa ser um especialista em engenharia e arquitetura, mas deve fazer os cálculos mínimos para a criação de um ambiente adequado.

Por ser um espaço reduzido, você deve levar em conta o quanto de sua sacada será utilizada na construção do jardim, principalmente para não perder um espaço que você gostaria de explorar de outra forma.

Tipos de planta para um jardim na varanda

O primeiro ponto a se pensar se você optar por um jardim vertical é que, se por um lado a facilidade de espaço é resolvida, algumas adversidades surgem por não haver solo para o plantio.

Pensando nisso, uma das principais regras quando escolher plantas que ficarão suspensas é evitar as que possuem raízes grandes ou agressivas, uma vez que elas não terão espaço de desenvolvimento e podem pesar demais no suporte.

Uma excelente opção é buscar plantas perenes para seu jardim vertical. Plantas perenes são aquelas cujo ciclo de vida é mais longo, facilitando a manutenção. Dentre alguns exemplos temos a Áster, a Astromélia e a Lavanda.

Caso sua intenção seja deixar as plantas tomarem conta do jardim, cobrindo o suporte de madeira e se expandindo por toda a varanda, a melhor opção são as plantas pendentes ou semi-pendentes, com folhas que saem da base.

A hera é um excelente exemplo de planta pendente de fácil cultivo, além de deixar o ambiente elegante. Entre outras opções, temos a Jade Azul, Petúnias e as conhecidas Samambaias, clássicas da decoração de jardins em apartamentos.

Outro fator importante para analisar é a incidência de sol em sua varanda. Se sua varanda recebe constantemente o sol, é possível optar por algumas plantas que necessitam dos raios solares para sua sobrevivência, como jibóia e aspargos.

Caso sua varanda não receba muito sol, algumas outras opções são mais favoráveis, como o véu-de-noiva e a flor de maio, opções que não precisam receber o sol para sobreviverem.

Algumas empresas de jardinagem e paisagismo podem ser ideais para consultar quando estiver pensando em quais plantas comprar para a montagem de seu jardim. Um profissional qualificado poderá tirar suas dúvidas e lhe ajudar a tomar a melhor decisão

Uma outra opção muito utilizada não só por sua beleza, mas também por sua funcionalidade é a de criar uma pequena horta em seu jardim vertical.

O trabalho necessário para a manutenção da horta é um pouco maior que o de plantas perenes, mas você pode utilizar o tempo trabalhando na terra e nas plantas como uma terapia, deixando o estresse e a ansiedade do lado de fora da casa.

Além disso, ao cultivar uma horta em casa você evita o contato com produtos com excesso de agrotóxicos. Por ser uma produção caseira, não há a necessidade de produtos químicos para manter as plantas, o que contribui para que sua alimentação se torne mais saudável.

Criar uma horta também pode te ajudar a reeducar sua alimentação. Através da manutenção da horta, é possível mudar seus hábitos alimentares, criando uma rotina melhor e mais saudável para toda sua família.

O consumo de produtos orgânicos ainda é custoso em muitas regiões do país. Pensando nisso, ao fazer você mesmo o cultivo você terá um produto saudável, de qualidade e com apenas o custo de manutenção da horta, economizando muito em idas a sacolões e horti-fruti

No caso de uma horta planejada como um jardim vertical, alguns cuidados precisam ser tomados, por exemplo, as plantas que serão escolhidas para compor a horta.

Nem todas as plantas andam bem juntas, como hortelãs, que são consideradas plantas invasoras e devem ter um espaço próprio para não atrapalhar o crescimento de outras plantas.

Uma outra dica é colocar pedras, espumas ou outros elementos que absorvam a água na base dos vasos, principalmente no inverno, quando o excesso de água pode fazer as raízes apodrecerem.

 A responsabilidade de criar um jardim em sua varanda é grande, uma vez que você está decidindo colocar vida dentro de sua casa. 

Mas a beleza e exuberância desse tipo de ambiente acaba fazendo o esforço valer a pena, tornando sua casa um exemplo de decoração.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Rejanedrumond
Rejanedrumond

Apaixonada pela criatividade, pela beleza nas pequenas coisas e pela alegria que move a vida. Acredita que a arquitetura é feita para melhorar a vida das pessoas, seja pelo prazer de estar em uma casa bonita, na praticidade de usar um espaço bem pensado ou na proteção e conforto de uma edificação.

Leave a Reply

Your email address will not be published.