Como evitar desperdício na construção?
 

Construção sem desperdício, parece até piada, mas pode muito bem se tornar realidade se ao construir, planejarmos passo a passo todas as etapas de uma obra. Parece fácil quando as ideias estão frescas na mente, quando não há duvida do revestimento a ser utilizado ou quando a foto da casa na revista parece ter sido feita sob medida para você. Infelizmente a realidade da obra não é essa. A obra esta sujeita a mais fatores, que nossos sonhos não podem imaginar, por isso esperar a obra acabar para perceber que faltou cerâmica e sobrou areia nunca é a melhor opção. Veremos aqui como evitar tanto desperdício na construção e tornar uma reforma menos problemática.

É sempre bom ter em mente os passos a se seguir para que sua obra tenha a menor quantidade de desperdício possível, evitando assim custos desnecessários. Esse fator é o que geralmente mantem o preço da sua reforma lá no alto. Para evitar a  fadiga, nada mais “tranquilizante” do que discutir todos os dias com seu mestre de obras pela falta disso, a sobra excessiva daquilo e o desperdício daquilo outro.  Pois bem, vamos ao passo-passo.

construção-de-ed

Projete para evitar desperdício na construção
Imagem via: blog CESED
 

Desperdício na construção, passo a passo para evitar :

1-Planejar e Projetar

Tenha em mente a absoluta certeza que essa dupla é a mais importante para o sucesso de sua obra. Sem puxar sardinha para os meus queridos amigos de profissão, o projeto e o planejamento da obra devem ser realizados por alguém capacitado para tal e devem estar sempre de acordo com as vontades, desejos e sonhos do cliente. Nessa fase é que vemos a viabilidade da construção, que podemos dizer ao certo o que pode, o que não pode, o que vai dar certo e vice versa. São os profissionais do ramo que vão te aconselhar na escolha do melhor material, das melhores opções, de como reaproveitar o que você já tem e por ai vai.   Nesse momento da construção o conhecimento técnico pode evitar desperdícios inimagináveis ao final da obra, vale a pena projetar, planejar e ai sim, seguir em frente.

2-Orçamento

O desperdício sitado aqui, não é apenas o material, mas também econômico. Primeiramente tenha em mente qual valor você tem disponível para sua obra, a partir dai procure os materiais que se encaixem nesse orçamento. Lembre-se que a qualidade do material comprado também pode significar uma grande economia futuramente, visto que reformas precipitadas e desnecessárias podem ser evitadas. Com seu projeto em mãos será possível especificar a quantidade de cada item da reforma, seja revestimento, mão de obra ou  equipamento. Um profissional qualificado será de suma importância também nesse momento, para que esse calculo seja preciso e esclarecedor.

3- Mão de Obra 

A escolha dos profissionais que vão acompanhar você nessa longa jornada deve ser quase perfeita, se é que isso é possível. Indicações nesse momento são sempre validas, mas desconfie, é um direito seu. Pesquise sobre outras obras já realizadas pelo indicado. Visite suas obras finalizadas e principalmente as em andamento, observe se a areia não está espalhada ao relento, se as cerâmicas não estão quebradas, se a água não está vazando, se a obra é limpa. Quanto mais limpa menor o desperdício , organização aqui é a palavra de ordem.  Depois da escolha do seu mestre de obras, pedreiro, servente e os demais profissionais, mantenha com eles uma relação de comunicação aberta, jamais deixe sua reforma sozinha. Visite, de palpite, escute e aprenda, se possível contrate um arquiteto ou engenheiro para acompanhar a obra, a comunicação entre esses especialistas pode ser mais tranquila, mas lembre-se experiencia aqui conta e muito, as vezes a sabedoria está no tempo de dedicação ao trabalho.

4- Materiais 

Já falamos aqui que um material de qualidade pode representar uma grande economia ao final de sua obra, mas  não custa nada relembrar. A escolha e compra dos materiais devem ser feitas por partes, não compre todo o material descrito no orçamento de uma só vez, compre aos poucos. Assim, você garante que o que esta sendo comprado esta de fato sendo utilizado na sua reforma e evita maiores desperdícios caso você mude de ideia em relação a alguma cor ou textura. Procure lojas perto da sua obra, o custo do frete também deve ser levado em consideração, pois no calculo final, cada centavo faz diferença. Por fim, lembre-se que provavelmente essa pode ser a etapa mais cara de sua construção, certifique-se que o assentamento desse material esta sendo realizado de forma correta. Isso será mais um ponto essencial para evitar o desperdício de material e de dinheiro.

346-4

Prefira os materiais e pré moldados.
Imagem via: Mestre de Obra 
 

5- Armazenamento

Por último, mas não menos importante, o armazenamento. Se você conseguir conciliar esse item com o anterior, ou seja, comprando o material de pouca a pouca e o armazenando em local adequado, perfeito. O ideia para toda obra é que o material seja armazenado nas próprias dependências da construção, quanto menos se locomove com os materiais de um lado para outro menor a chance de desperdício do mesmo nesse caminho. Este local deve ser arejado, seguro e você deve ser o principal responsável pela o que entra e o que sai dali. Gerencie sua obra assim como sua vida, de maneira organizada e clara, isso pode evitar grandes perdas e poupar bastante tempo.

Pois bem, para evitar desperdício na construção os passos são longos, exigem grande vigilância do proprietário e disponibilidade. Lembre-se que uma obra pode valer para a vida inteira ou durar uma vida inteira. Então, seja organizado! valerá a pena no resultado final.

 

Curso Como Evitar desperdício na Construção 

Para aprofundar os conhecimentos a dica do post é o Curso Como Evitar Desperdícios na Construção. Com duração de 12 horas e com um método de ensino bastante simples fica fácil aprender e colocar em pratica tudo aquilo que foi dito aqui. O curso foi desenvolvido pela Editora Cresça Brasil S.A. e pode ser adquirido por R$34,90, apos a matricula você terá acesso ao conteúdo por 30 dias.

Conteúdo do curso

  1. Apresentação
  2. Unidade 1 – Sustentabilidade
  3. O que é Arquitetura Sustentável?
  4. Reaproveitamento do Material de Construção
  5. Reaproveitamento de Água.
  6. Aproveitamento de Energia Solar.
  7. Unidade 2 – Administração de Gastos e Pessoas
  8. Orçamento Familiar
  9. Administração e Contratação de Funcionários
  10. Unidade 3 – Cálculo e Controle do Material de Construção
  11. Aprenda a Calcular a Quantidade de Material para Construção
  12. Como Montar um Relatório Cotidiano da Obra

O curso pode ser facilmente adaptado a sua agenda, pois está disponível a qualquer hora do dia para seus usuários, além de possuir outras vantagens como ferramentas interativas, suporte online , biblioteca virtual, além de várias dicas oferecidas pelo próprio autor e o certificado de conclusão. Não perca!

Gostou? Cadastre e receba mais dicas úteis como essa!


Maria Tereza Ribeiro Madeira
Maria Tereza Ribeiro Madeira

Co-fundadora do site Arquiteta Responde, especialista em Sistema Tecnológico e Sustentabilidade no Ambiente Construído pela UFMG. Sócia do escritório, Solum Arquitetura, em Belo Horizonte desde 2013.

    1 Response to "Desperdício na construção, como evitar?"

Leave a Reply

Your email address will not be published.