Investir em uma reforma no seu imóvel, periodicamente, pode ser fundamental para que ele esteja sempre em boas condições e seja valorizado. 

As reformas são importantes para que qualquer problema que surja na estrutura do imóvel seja resolvido. Afinal, com o passar do tempo, alguns materiais se desgastam e precisam ser substituídos. 

Além disso, é possível perceber que uma parede que já não está com uma boa aparência talvez precise de uma nova camada de tinta, não é mesmo? 

Nesse sentido, há uma série de pequenos elementos que podem ser feitos de modo simples para embelezar a casa. 

Sendo assim, é possível dizer que as reformas devem fazer parte de um cronograma do proprietário do imóvel, para que ele se programe financeiramente para o investimento na residência. 

Também vale mencionar que alguns tipos de reparos necessitam de tempo, de acordo com a quantidade de ações que precisam ser feitas no imóvel. A troca de uma esquadrias de alumínio branco, por exemplo, pode levar alguns dias para ser concluída. 

Desse modo, é possível perceber que fazer uma reforma não se trata de uma atividade simples, mas que requer um planejamento e a tomada de algumas decisões em termos de agenda e de investimento. 

Para entender em quais pontos um proprietário deve estar atento ao optar pela reforma do seu imóvel, siga na leitura deste conteúdo e saiba como se preparar adequadamente para o momento. 

A importância de realizar reformas em um imóvel

Com o passar do tempo, é comum que a estrutura da casa passe por pequenos desgastes, que podem ser naturais em decorrência do uso no dia a dia, mas também pode ser devido a problemas ocultos na estrutura da residência. 

Esses tipos de necessidade são comuns em qualquer imóvel, e mostram que é preciso investir na reforma do local. 

Há dois motivos principais para se fazer reparos em uma casa: manutenção e modernização.

Enquanto a manutenção é indispensável para garantir um bom funcionamento de todos os elementos da casa, a modernização é responsável por conferir uma valorização ao imóvel, garantindo que ele seja sempre bem avaliado no mercado. 

A troca da fiação que está acarretando a queda da eletricidade na casa é um exemplo de manutenção, e a instalação de novos móveis planejados para apartamento pode ser uma forma de investir na modernização do espaço. 

Por isso, é possível dizer que realizar uma reforma na sua casa é bastante importante, e vai garantir que ela se mantenha em boas condições de uso, aumentando a sua durabilidade. 

Em quais pontos é preciso se atentar para uma boa reforma?

Se você identificou que o seu imóvel precisa passar por uma reforma, é importante perceber o quanto se planejar para tal ação pode ser fundamental. 

Talvez você já saiba exatamente o que precisa ser feito, seja a troca de um encanamento, a montagem de quadros elétricos ou a remoção de uma rachadura. 

Para que as atividades pertinentes à obra possam ser executadas, você precisará se organizar para algumas ações, tais como:

  • A avaliação de um profissional;
  • A compra de materiais;
  • A organização da rotina da casa;
  • A realização da reforma;
  • A limpeza pós-obra.

Por isso, o primeiro passo para quem vai fazer uma reforma em casa é montar um planejamento.

Afinal, a partir dele, é possível ter uma maior noção de quanto precisará ser investido para os reparos e quanto tempo será necessário para a conclusão. 

Essa visão geral pode evitar imprevistos financeiros que impeçam a finalização da obra, assim como diminuir as situações de estresse em decorrência de períodos estendidos para a conclusão dos processos. 

Também vale lembrar que pode ser interessante reservar um valor extra, já que as reformas em imóveis não são uma ciência exata. 

É possível que um problema apresentado tenha outras causas, o que vai demandar reparos que não estavam previstos inicialmente. 

Sendo assim, é possível dizer que um planejamento financeiro prévio é de grande importância para quem vai reformar uma casa, justamente porque é preciso estar preparado para os custos envolvidos em todas as etapas da obra. 

Ao criar um cronograma de cada atividade necessária para a reforma, é possível ter maior controle e tranquilidade no andamento do projeto. 

Nesse planejamento, é indispensável se atentar a alguns pontos principais, para que tudo ocorra adequadamente, evitando transtornos e possibilitando uma reforma rápida e econômica.

01. Avaliação profissional

O primeiro passo para uma obra mais assertiva é a avaliação de um profissional, que visualizará os problemas apresentados pelo proprietário do imóvel e dará um diagnóstico do que deve ser feito. 

Além de explicar melhor os procedimentos, ele também indicará quais materiais precisarão ser adquiridos, ajudando o dono da casa a entender como todo o processo será feito. 

Essa análise do local antes do início da reforma é importante, ajudando na montagem de um projeto elétrico predial, por exemplo, onde os detalhes da obra poderão ser consultados sempre que necessário. 

02. Compra de materiais

Depois de receber as devidas instruções do profissional responsável pela obra, chega o momento de fazer a compra dos materiais, de acordo com o que foi solicitado. 

Como é sabido, a reforma de uma casa pode envolver altos custos, a depender dos reparos que precisam ser feitos.

Afinal, é de suma importância que se invista na compra de uma porta de vidro de maior qualidade, evitando que ela precise ser trocada em um período curto de tempo. Essa escolha é fundamental para qualquer tipo de material que se vá utilizar. 

Para quem precisa economizar, uma opção para tentar diminuir os custos com a compra de uma grande quantidade de material é pedir cotações em diferentes lojas, escolhendo aquela que apresentar a maior vantagem financeira. 

Também é importante negociar valores, principalmente para pagamentos à vista, que podem apresentar um bom desconto para o comprador. 

De qualquer modo, nesse ponto é essencial que o proprietário do imóvel escolha materiais de qualidade para que a reforma seja mais proveitosa e apresente uma maior durabilidade. 

03. Organização da rotina da casa

Qualquer reforma muda a rotina de uma casa, exigindo que algumas adaptações sejam feitas para evitar prejuízos com móveis e para facilitar a execução das atividades. 

Em locais onde moram crianças pequenas e pessoas alérgicas, é totalmente indicado que elas estejam fora do imóvel durante a reforma, principalmente porque a poeira gerada durante uma obra pode ser prejudicial para esses moradores. 

Além disso, é comum ter que deslocar móveis de um determinado cômodo para outro, de modo a liberar espaço para a execução dos reparos, assim como para evitar que eles sofram avarias no decorrer do processo.

Por isso, organize o espaço e a rotina da casa, para que a reforma cause a menor quantidade possível de transtornos. 

04. Acompanhamento da realização da obra

É importante que o proprietário do imóvel possa acompanhar de perto a realização da obra, para que o que ele deseja seja feito da melhor forma possível. 

Esse também pode ser um ponto essencial ao se considerar que os profissionais podem precisar de algum suporte para entender algumas características do imóvel.

Um exemplo disso pode ser a aplicação de uma tinta para alta temperatura na cozinha, em uma parede que sofre com a incidência de calor constante, já que o pintor da obra pode não saber dessa necessidade específica do espaço.

Por isso, supervisionar os reparos que são feitos na casa pode ser uma maneira eficiente de auxiliar nos processos e fazer com que eles sejam realizados sem erros e com maior rapidez. 

05. Limpeza pós-obra

A instalação de uma janela maxim ar PVC pode ser uma das etapas da obra que foi escolhida para a valorização do cômodo. 

Mas certamente essa ação gerou bastante poeira na casa, exigindo que o local passasse por uma higienização para remoção da sujeira proveniente da reforma. 

Nesse sentido, outro ponto fundamental de qualquer reparo que será feito na sua casa é justamente uma boa limpeza pós-obra, que devolverá o brilho da casa após a conclusão dessas atividades.

É necessário realizar o processo na casa inteira, limpando desde uma porta lisa de madeira até o carpete dos quartos, já que qualquer reforma pode gerar um acúmulo grande de sujeira por todos os cômodos. 

Dessa forma, é possível garantir que o imóvel estará de volta aos seus padrões normais. 

Considerações finais

Reformar um imóvel exige paciência e dedicação por parte dos proprietários, tendo em vista que o período de conclusão pode ser longo, a depender da demanda dos reparos.

Por isso, organizar todo o processo e se preparar financeiramente para uma reforma é essencial, colhendo bons frutos ao final da obra, com um imóvel devidamente cuidado e modernizado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Rejanedrumond
Rejanedrumond

Apaixonada pela criatividade, pela beleza nas pequenas coisas e pela alegria que move a vida. Acredita que a arquitetura é feita para melhorar a vida das pessoas, seja pelo prazer de estar em uma casa bonita, na praticidade de usar um espaço bem pensado ou na proteção e conforto de uma edificação.

Leave a Reply

Your email address will not be published.